segunda-feira, 15 de novembro de 2010

54- Itália século XX- 1 -Cilea, Busoni, Montemezzi





A Itália sempre foi um dos maiores e mais importantes centros da cultura ocidental, e a sua influência está presente na arquitectura, pintura, escultura, música ou literatura. E se falando em ópera, ela sempre nos presenteou com grandes compositores. Os nomes em destaque do século XX que surgiram na Itália, são: Francesco Cilea, Ferruccio Busoni, Italo Montemezzi, Ermano Wolf-Ferrari, Riccardo Zandonai, Luigi Dallapiccola.


Francesco Cilea (Palmi, 23 de julho de 1866 — Varazze. 20 de novembro de 1950) foi um compositor italiano. É particularmente conhecido pelas óperas L'arlesiana(1897) e Adriana Lecouvreur(1902). Entretanto, escreveu outras que são: Gina (1889), La Tilda (1892), Gloria (1907).

Stefan Petkov na ópera Adriana Lecouvreur de Francesco Cilea.


Jerry Hadley canta"Il lamento di Federico" ("E la solita storia") da ópera "L'arlesiana", tendo como regente Julius Rudel,no Avery Fisher Hall, New York, 1997.


Ferruccio Dante Michelangiolo Benvenuto Busoni, ou simplesmente Ferruccio Busoni nasceu em 1º de abril de 1866 em Empoli, na região italiana de Toscana. Filho de um clarinetista e de uma pianista de origem alemã, ele foi desde cedo incentivado a estudar ambos os instrumentos. Aos 12 anos, Busoni já estava regendo suas próprias obras, incluindo várias peças com grandes corais, das quais poucos manuscritos sobreviveram.

Em 1886, Busoni partiu para Leipzig e lá conviveu com a nata dos compositores. Foi nessa época que se intensificou seu interesse pela música de Johann Sebastian Bach. Em 1888, tocou, pela primeira vez, um arranjo para a Fuga em Ré Maior de Bach (BWV532), o que sinalizava o início de muitas edições e transcrições de Bach.


Viajou muito mostrando sua virtuose musical, entretanto é a capital alemã sua pátria criativa. O conto de fadas Turandot de Gozzi, foi transformado em ópera por ele, bem como uma história de Hoffmanm, intitulada Die Brautwahl - A escolha de uma Noiva (1912). A ópera Dr. Fausto foi o projeto de seu estágio final, iniciado em 1914, mas que foi terminado, depois de sua morte, por seu amigo Philipp Jarnach.

É na Alemanha que a maioria das composições de Busoni são estreadas.Turandot (enredo idêntico ao de Puccini, em 1917), Arlechino - Arlequim, em 1917, Doktor Faust, em 1925. De suas quatro óperas, Die Brautwahl (A noiva sorteada) foi apresentada pela primeira vez em Hamburgo, e Doktor Faust, que deixou inacabada, teve estréia póstuma em Dresden, em 21 de maio 1925. Esta última tem despertado atenção crescente, como prova o sucesso de montagens recentes.

Jordan Philippe rege ária de Dr. Faust, em Zurich, no Opera House Orchestra.


Da ópera Turandot - "Eine chinesische Fabel".



Interessante é que ele criou uma teoria, um universo hipotético de melodias, harmonias, ritmos, escalas, formas e instrumentos musicais jamais ouvidos ou sequer imaginados, para a época, como um teclado onde a oitava é dividida em 18 ou 36 intervalos (em vez dos usuais 12 semitons!). Parte dessas visões só se cumpriria várias décadas mais tarde, com o advento da música eletroacústica.

Italo Montemezzi (31 de maio de 1875 — 15 de maio de 1952) foi um compositor italiano. O seu trabalho mais conhecido é a ópera L'amore dei tre re, escrita em 1913. Nasceu em Vigasio(perto de Verona) e estudou música no Conservatório de Milão.Sua ópera La Nave (Chicago Opera Association, 18 novembro de 1919), foi dirigida por ele nos Estados Unidos.

Eric Jordan and Sabrina Palladino in “L’Amore dei Tre Re,” a rarely performed opera composed by Italo Montemezzi in 1913.

"L'amore dei tre re", com Sesto Bruscantini (barítono), Amedeo Berdini ( como Avito, Tenor) e Clara Petrella ( soprano).




Em 1944 fez "Itália mia" comemorando a rendição da Itália e, morando na California desde 1939, regressou à Itália em 1949. São famosos o poema sinfônico Paolo e Virginia e a cantata O Cântico dos Cânticos. São sua óperas: Bianca (Montemezzi) 1901, Giovanni Gallurese (Turim, 1905), Hellera (Turim, 1909), L'amore dei tre re (Milão, 1913; Nova Iorque, 1914), La nave (Milão, 1918), La notte di Zoraima 1931, L'incantesimo 1943, La Principessa Lontana (incompleta).

Existe um documentário sobre Italo Montemezzi, e para assistir é só clicar abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=Py23rWN_6lM
http://www.youtube.com/watch?v=Dk9X0LkEq20
http://www.youtube.com/watch?v=n7RXi0EzMSg


Levic

Nenhum comentário:

Postar um comentário